Contas de ex-prefeito passa pela Câmara de Vereadores

Apesar do esforço dos vereadores da oposição, as contas do ex-prefeito Vilmar Motta Schimitt, do exercício de 2008, foram aprovadas ontem em sessão da Câmara de Vereadores. A oposição precisava de seis votos para derrubar o parecer do TCE.
Porém, tal aprovação já era esperada, tendo em vista o engodo político feito um dia antes da votação.
A esperança estava nas mãos do Ver. Helvécio Machado Filho (PSDB). no entanto, este votou pela aprovação das contas.
Também votaram com o Schimitt, como era de esperar, todos os vereadores da bancada do PDT. Votaram contra, os Vereadores, Antonio Vieira e Jeferson Antuarte (PTB) Paulo Avila e Valdeci de Lima (PMDB) e Mauro Nolasco (PT).

As irregularidades: foram constatadas irregularidades em despesas com vale-aliementação, na aquisição de saibro, no controle de bens patrimoniais do município; e ainda, irregularidades na contratação de obras e serviços de engenharia, como pagamentos indevidos, licitação de obra de Projeto Básico incompleto, contratação de obras por preço acima de mercado e deficiencia na fiscalização de contratos.
Também foi incluída na apreciação o resultado da CPI dos Livros, que encontrou irregularidades na aquisição de livros pela Secretária Municipal de Educação. Foi constatada pela CPI dos Livros a compra irregular de livros, que foram adquiridos sem licitação. Em virtude da CPI, tramita junto ao Foro de Pelotas um processo por improbidade administrativa contra o Secretário de Educação Sr. Gelsimar Loureçon, processo nº 022/1.11.0018592-3.

A pergunta que toda comunidade leonense se faz é se, com a aprovação de suas contas, o ex-prefeito poderá concorrer sem problemas, na eleição deste ano. 
A resposta para isso não é tão simples como parece. A aprovação das contas foi apenas uma etapa desse embate político-jurídico.
O ex-prefeito ainda terá pela frente outros embates, como por exemplo, se emiscuir da responsabilidade por irregularidades na época da administração da Pedreira Municipal Ltda.
Se o ex-prefeito não conseguir algum efeito suspensivo, isso já é suficiente para enquadrá-lo como Ficha Suja.
Além disso, tramita na Primeira Vara Cível da Comarca de Pelotas, contra o ex-prefeito, um processo por improbidade administrativa, por compra de votos e uso da máquina pública, na eleição de 2008. O número do processo é 022/1.10.0016849-0. Nesse processo, são réus, além de Schimit, o atual Prefeito João Serafim Quevedo e o vice-prefeito Cláudio Luis Shroder Vitoria.
Se forem condenados nesse processo também não poderão concorrer. É a aplicação da Lei da Ficha Limpa.

Comentários