Schimitt poderá não concorrer na próxima eleição

Não há nada concreto ainda, apenas rumores daqui, suposições dali, mas nos bastidores a política leonense está fervendo.
A possibilidade ou a impossiblidade de Vilmar Motta Schimitt de concorrer a algum cargo eletivo mexe com os brios da comunidade política do Capão do Leão, principalmente de quem deseja concorrer ao cargo maior da cidade, o de prefeito.
Motivo para tudo isso? A validação da Lei Complementar 135/2010, mais conhecida como Lei da Ficha Limpa, no STF.
Segundo a Lei da Ficha Limpa são inelegíveis, entre outros, “os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário, para as eleições que se realizarem nos 8 (oito) anos seguintes, contados a partir da data da decisão, aplicando-se o disposto no inciso II do art. 71 da Constituição Federal, a todos os ordenadores de despesa, sem exclusão de mandatários que houverem agido nessa condição”.
E o que o Schimitt tem a ver com tudo isso? Bom vamos por parte:
Em 2005, Schimitt recebeu parecer desfavorável do Tribunal de Contas do Estado (TCE), relativo as prestações de contas do exercício de 2004. As irregularidades se davam principalmente a empregados mantidos irregularmente e ao excesso de horas extras e de maneira uniforme.
Depois teve as contas de 2008, que também receberam parecer desfavorável. Ainda há as irregularidades cometidas na administração da Empresa Pedreira Municipal Ltda.
O Blog Amigos de Pelotas, um dos veículos de internet mais respeitado da região, trouxe uma nominata de políticos inelegíveis por causa da Lei da Ficha Limpa. O nome do Schimitt consta nessa lista, justamente por causa da Pedreira. Quem tiver curiosidade pode acessar e tirar prova. É só clicar http://www.amigosdepelotas.com/2010/07/administradores-publicos-que-tiveram.html?spref=tw.
Quanto a aprovação das contas do exercício de 2008, haverá uma sessão na Câmara de Vereadores no próximo dia 13 de março, onde esta questão será levada a votação. E as bancadas dos partidos já estão se movimentando, de um e de outro lado. Os que votam com o Schimitt e os que votam contra. Se as contas não forem aprovadas, Schimitt não poderá concorrer este ano.
Porém, ao que parece, os votos já estão bem definidos. Mas falta um voto, que será o voto que definirá o futuro político do nosso município. Trata-se de Helvecio Machado Filho (PSDB). Isso se dá porque são necessários seis votos. O Schimitt tem três, a oposição cinco. Portanto, faltaria conquistar um voto, para qualquer dos lados.
Entretanto, uma pergunta fica no ar: Será que Helvécio votaria contra Schimitt?
Essa pergunta eu convido a todos os amigos leitores do Blog vejam ele próprio responder no dia 13 de março na Câmara de Vereadores. A comunidade tem que se fazer presente. A lei deve ser cumprida!

Comentários

  1. Tche! conhecendo o vereador Helvécio não creio que ele ira contra oque pode ser bom para o povo deste município; tenho certeza que ele fará o possível para honrar o voto que ele obteve nas ultimas eleições votando da melhor forma possível dentro do que fará bem para este povo,tendo em vista que daqui uns dias terá eleições novamente e com que cara ele irá de porta em porta a partir de julho pedir o seu voto...

    Tenho certeza que dia 13, terça-feira o Vereador irá fazer a diferença e fará jus a premiação que conquistou como vereador mais atuante na câmara municipal!!!

    Nao nos deixe mal vereador Helvécio "meu galo cinza"

    Baita Abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário