Metroplan não nos ouve

A Metroplan esteve no município hoje pela manhã, trazendo consigo o parecer técnico sobre a viabilidade de reformular o transporte público metropolitano, solicitado pela nossa comunidade.
Técnicos da Metroplan dando explicações
E foi decepcionante. Melhor que nem tivessem vindo. Todas as expectativas criadas e pouca coisa de concreto realmente foram efetivadas.
Algumas reivindicações simples foram atendidas, como horário de ônibus na madrugada. Agora teremos um horário que sai à 1h10min do Capão do Leão e um que volta às 2h00min de Pelotas. E só.
Quanto a parada do Cerro do Estado, também foi autorizada que os moradores, que quiserem, possam pegar o coletivo no Mercado do Costa, sem precisarem caminhar até o ponto de partida, que para muitos se tornava dispendioso.

Porém, quanto a todas as outras reivindicações não houve acerto por parte da Metroplan. Uma das principais reclamações dos usuários, a superlotação dos ônibus, sequer foi aceita pelos técnicos, que alegaram que deveria haver o dobro de passageiros em pé dos sentados para configurar superlotação. Não haverá, assim, acréscimo de horários ou itinerários.
Aliás, quanto aos itinerários, muito se lutou para a colocação de ônibus nas vilas e bairros, principalmente no Parque Fragata, mas nada disso foi aceito pelo parecer técnico elaborado por eles. Dessa forma, nossa periferia continua sem contar com transporte público. A solução apresentada por eles seria a criação de uma   linha interna no Capão do Leão; só que para isso não precisaríamos recorrer a Metroplan, já que isso diz respeito apenas ao Capão do Leão! Mais uma vez ficamos a ver navios!

Parcela de culpa: técnicos da Metroplan culpam a Prefeitura pela impossibilidade de viabilizar o transporte nas vilas. Segundo eles, o fato das vias serem muito estreitas, sem calçamento, sem sequer tubos, impossibilita o transporte nesses locais. 
Grande público compareceu na
Câmara para ouvir a Metroplan
Em parte concordo. Aliás, vale frisar que em nenhum momento o Sr. Prefeito compareceu para pressionar o órgão a resolver os problemas com o transporte público. Tarefa que lhe cabia, até mesmo para dar uma resposta satisfatória para a comunidade. Não adianta apenas mandar representante, deveria ter ido pessoalmente e ter demonstrado que estava do lado de quem o elegeu. A voz do prefeito valeria muito numa hora dessas. Mas não houve esse apoio tão necessário.
Por outro lado, alguns vereadores pareciam estar do lado da Metroplan. Pela fala de alguns deles, se pode perceber que estavam muito satisfeitos pelos serviços prestados aos leonenses. Aliás, defenderam em plenário que não haveria nem necessidade de nova licitação, até mesmo para o novo serviço de transporte interno, que por ventura fosse criado. É lamentável.
Para finalizar, apenas quero externar meu descontentamento com o descaso da Metroplan e dizer que essas pequenas coisas que resolveram eram necessárias, mas muitas coisas ainda precisavam ser feitas. E CONTINUO AQUI DEFENDENDO QUE PRECISAMOS DE UMA LICITAÇÃO URGENTE PARA O TRANSPORTE PÚBLICO METROPOLITANO.


Comentários