Centro de Referência Esportiva forma professores da região


Professores de Educação Física dos municípios do Rio Grande, Pelotas, São José do Norte, Santa Vitória do Palmar, Chuí, Arroio Grande, Capão do Leão, Canguçú e Pedro Osório estiveram reunidos na manhã e tarde de terça-feira, 7, no Hotel Atlântico Cassino, participando do curso de formação da Rede de Multiplicadores de Esporte Educacional. A iniciativa é do Centro de Referência Esportiva do Rio Grande, projeto da Fundação Sócio Cultural Esportiva do Rio Grande (Funserg) com o patrocínio da Petrobras.
Mais de 150 professores da rede municipal de ensino desses nove municípios participam do evento. O vice-prefeito Eduardo Lawson fez a saudação de abertura em nome do prefeito Alexandre Lindenmeyer, que encontra-se em viagem. Lembrou de seu envolvimento com o esporte e falou da satisfação em ver um grande número de professores de Educação Física também comprometidos com o esporte educacional. Usaram da palavra, ainda, o secretário municipal de Turismo, Esporte e Lazer, Luiz Parise, e o coordenador-geral do projeto, Carlos Eduardo Patrício.
Adriano Rossetto, representante do Instituto Esporte Educação (IEE), presidido pela ex-jogadora de vôlei Ana Moser, salientou que o IEE existe há 12 anos e que já passaram por ele mais de 200 mil alunos. Atualmente, são 16 mil alunos e o instituto está fazendo uma transferência de tecnologia de esporte educacional para a Funserg, da mesma forma que aconteceu com os outros quatro centros de referência esportiva mantidos pela Petrobras no País, em Manaus, Rio de Janeiro, Recôncavo Baiano e Suape. “O que fizemos foi sistematizar uma prática pedagógica de esporte educacional”, disse ele.

Duração de dois anos
Em sua fala aos participantes da rede de formação, Rossetto falou sobre o projeto do Centro de Referência Esportiva do Rio Grande e fez uma diferenciação das manifestações esportivas, identificando o que é o esporte da escola.
O curso de formação está sendo ministrado por Ana Paula Oliveira, que é coordenadora de formação do Centro de Referência Esportiva, juntamente com Douglas Fernandez, e treinada para repassar o conteúdo desenvolvido pelo IEE.
A formação terá duração de dois anos, dividida em 14 encontros mensais, mas os professores dos nove municípios envolvidos no projeto a partir de agosto já estarão aptos a repassar a metodologia aos alunos.
Conforme Adriano Rossetto, o esporte educacional “é um esporte inclusivo, para todos. Tem por meta formar cidadãos e não o foco reduzido de formar atletas. A perspectiva do esporte educacional é muito mais ampla”.

Fonte: Jornal Agora

Comentários