Editorial: Capão do Leão 31 anos de emancipação: Estamos no Futuro?


No próximo dia 03 de Maio nosso município está completando 31 anos de emancipação política. Em 03 de maio de 1982 deixou de ser distrito de Pelotas e passou a ser município de Capão do Leão, com organização política e econômica própria. 
Passadas três décadas da emancipação, a pergunta que boa parte dos leonenses fazem é: valeu a pena? Essa pergunta vem mais à tona ainda, quando analisarmos o momento atual de nosso município. Vivemos um momento crítico e muitos moradores não vêem perspectiva de futuro.
Entretanto, as coisas não podem ser analisadas sob essa ótica. Temos que pensar como seria o Capão do Leão se ainda pertencesse ao município-mãe. Uma coisa é certa, estaríamos em situação pior. Capão do Leão evoluiu muito nesses 30 anos. Verdade que não evoluiu como muitos esperavam, mas mesmo assim evoluiu bastante.
No entanto, o momento não permite atual não permite tanto otimismo. Estamos cruzando um momento caótico no município, no cenário político, mas principalmente na questão econômica. Por falta de dinheiro, os investimentos estão estagnados, o funcionalismo recebeu um aumento simbólico, a Prefeitura gasta muito com pessoal, tanto que as despesas já ultrapassaram o limite 54%. Sobra pouco para investimentos.    
No cenário político a questão não difere muito. Hoje o grupo que administra a cidade está no poder a mais de 12 anos. São praticamente os mesmos desde o ano 2000. Pouca coisa de lá pra cá mudou. E esse grupo, infelizmente, não foi capaz de colocar o município na rota dos investimentos. Não vemos alguém capaz de fazer um projeto para o município receber recursos através do Governo Federal, por exemplo. E dessa maneira vamos caminhar, pelo menos até 2016. 
Mas nem tudo são espinhos. Podemos levantar as mãos pro céu e agradecer.  Capão do Leão está numa situação privilegiada em relação aos outros municípios da região. Vamos ver: temos duas BR’s cruzando o nosso município: a 116 e a 293. Temos uma linha férrea que corta a cidade; temos o Canal São Gonçalo, problema de água não teremos; estamos a 60 km do Porto e a 135 da Fronteira com o Uruguai. Estamos a 15 minutos do centro de Pelotas. Qual outro município foi tão amplamente favorecido assim? E é por isso que muitas empresas estão se instalando no município e muitas outras vão se instalar. É uma questão de tempo. 
Por esse e outros tantos motivos, acredito nesse município. Capão do Leão tornar-se-á um município forte na Região, principalmente na área de prestação de serviços.  E isso já para os próximos anos.
Mas para isso precisamos de gente capaz. Capaz de buscar recursos; capaz de fazer um projeto certo; capaz de vender a imagem da cidade lá fora, de atrair empresas, de fortalecer as empresas locais. Porque mão-de-obra e espaço temos, falta-nos apenas os investimentos. E isso com um pouco de vontade política e organização, com certeza vamos conseguir.

Texto extraído do Jornal O Leonense, edição de abril, editorial, página 2. Acesse www.oleonense.com.br e leia o jornal inteiro!

Comentários