Depósito de recicláveis preocupa moradores no Capão do Leão

Ratos, cobras, mosquitos e outros animais peçonhentos. Essas são apenas algumas das preocupações dos moradores das ruas Antonio Sainz e Ernesto dos Santos Farias. O depósito de material reciclável e pneus bem no centro da cidade, além de enfeiar a paisagem, tem trazido muitos transtornos aos moradores da redondeza. Fora que os animais doméstico entram no depósito e podem voltar trazendo doenças e transmiti-las aos moradores. 
Pior, localizado numa área de risco de enchentes, muitos estão preocupados, pois os entulhos podem causar prejuízos inimagináveis numa eventual chuva acima da média. O depósito não possui muro, nem uma cerca decente, o que diminuiria os riscos e a feiura do local. E isso está incomodando a todos os moradores do local.
Foi contatada a secretaria responsável, mas por diversas vezes foi prometida uma solução, porém sem nada de concreto foi realizado.
Conversei pessoalmente com Sec. de Obras e com a responsável pelo Departamento de Meio Ambiente, foi prometido solução para setembro do ano passado, depois, dezembro, fevereiro desse ano e finalmente para maio, mas não foi tomada nenhuma atitude.
E isso que o Código de Posturas do Município disciplina essa matéria:
Art. 54 - As edificações e respectivos lotes conservados em perfeito estado de conservação e asseio, e de forma a não causar prejuízo ao sossego, à salubridade segurança dos seus habitantes ou vizinhos. (sic)
§ 1°- Não é permitida a existência de terrenos cobertos de matos, ou servindo de depósito de lixo, nos limites da cidade.
O que se espera da pasta responsável é apenas que cumpra seu papel que é fiscalizar e fazer cumprir a legislação vigente. Não se pode esperar que uma tragédia ocorra para depois fazer algo. 
Ninguém é contra a atividade empresarial, apenas se entende que esse não é o melhor lugar para esse empreendimento. Existem outros locais dentro do município que podem servir para essa atividade. E isso é um trabalho para o poder público. 

Comentários