Processo por suposta compra de votos: TRE nega recurso e Claudio segue como prefeito

Em sessão realizada nessa terça-feira (2), do Tribunal Regional Eleitoral(TRE) do Rio Grande do Sul, foi rejeitado recurso da Coligação PT/PTB (Juntos pra Mudar) que pedia a impugnação à eleição do prefeito e vice de Capão do Leão, respectivamente, Cláudio Vitória (PDT) e Edson Ramalho (PSDB), eleitos em outubro de 2012, por suposta compra de votos. 
Claudio e Ramalho: decisão do TRE gaúcho mantém a vitória
conquistada nas urnas
Foto: divulgação
Antes, a Justiça Eleitoral em Pelotas já havia negado provimento à ação dos partidos derrotados nas urnas por Vitória e Ramalho. A decisão do TRE foi bastante comemorada por correligionários no município.

Nas palavras do Prefeito Cláudio Vitória, “mais uma vez a Justiça comprovou que nossa eleição foi vencida pelo nosso trabalho, sem nada que pudesse manchar a nossa vitória, conseguida nas urnas com o voto e confiança da população”.

Esta é a segunda vez que Cláudio Vitória tem eleição confirmada pelo TRE: ao ser eleito vice-prefeito de Quevedo, em 2008,  os dois tiveram de provar a lisura no processo que os elegeu. 
Após condenação pela Justiça Eleitora em Pelotas, foram absolvidos pelo Tribunal Regional Eleitoral, por 5 votos a 0 dos desembargadores.

Em outubro de 2012, esse blogueiro falou sobre essa suposta compra de votos, leia em Suposta denuncia de compra de votos

Comentários