Chuvas causam transtornos para a população

Foto: Zé Vianna
A primavera não começou bem para os leonenses. Chove intensamente desde a noite de ontem. E com a chuva vem os transtornos e as preocupações.
Muitos moradores ficaram ilhados em várias partes do município. A Avenida Três de Maio, no trecho não pavimentado, ficou intransitável durante boa parte do dia e motoristas tiveram que desviar o trânsito para a BR 293.  
Moradores demonstraram toda as sua indignações nas redes sociais, postando fotos e vídeos das ruas alagadas e cobrando soluções do poder público.

Foto: Douglas Cedrez
Área de risco: na região próxima ao Arroio Padre Doutor muitos moradores estão com o sinal alerta ligado. Alguns, inclusive, já recolheram suas coisas; outros, já deixaram os seus lares.
Estive a poucos minutos no Arroio, e por enquanto, não há motivos para pânico, mas é bom ficar esperto, as correntezas são sempre traiçoeiras. E a região a sua volta está toda alagada.
É bom que a Defesa Civil do município esteja atenta.
No nosso canal do YouTube tem um vídeo feito no Arroio Padre Doutor que mostra um pouco do tamanho da chuva. Confira: Padre Doutor

Enquanto isso
Lixão enfeia a região e desvaloriza
imóveis
Foto: Jesus Madeira 
Enquanto os moradores estão preocupados com as chuvas e os alagamentos, o depósito de pneus e recicláveis na "zona de risco" continua a todo o vapor. Hoje em plena chuva, um caminhão cheio de "materiais" descarregou no depósito.
Esse blogueiro já conversou com o órgão responsável diversas vezes, sem que nada fosse feito. Estão esperando acontecer uma tragédia para tomar alguma providência. 
O inusitado disso, é que como moradores temos que cuidar das nossas casas, mantê-las limpas, cuidar para que não haja criatórios do aedes aegypti, mas outros mantém um criatório gigantesco, já que é um depósito de pneus e possui outros materiais, como garrafas e papelão. Os riscos para a saúde pública e para animais domésticos é inevitável. E o perigo aumenta em dias como o de hoje.
Agora não resta outra alternativa a não ser levar o caso ao Ministério Público, já que nossos representantes por aqui fazem pouco caso.

Veja algumas imagens feitas no Arroio:


Comentários