Prefeitura poderá terceirizar o atendimento do PA

Uma reunião no Conselho Municipal de Saúde saúde na última sexta-feira tratou da possível "terceirização" do serviço de atendimento de urgência do Pronto Atendimento. Pela parceria, como se convencionou chamar, o pronto atendimento médico de urgência do município contaria com médico 24 horas, sob responsabilidade e supervisão da empresa contratada, a Servimed.   A intenção com essa medida é que não falte médico no pronto socorro. 
A ideia da Secretária de Saúde é extinguir os médicos pagos por RPA e se adequar às exigências do Tribunal de Contas.
A empresa tem sede em Torres, presta serviços em outros municípios como Rio Grande, Torres e Porto Alegre. O custo para o município seria 12,5% a mais do que é gasto hoje. O contrato seria por prazo de 6 meses, até que se abra um processo licitatório. 

Comentários