Inquérito que pedia a cassação do prefeito é arquivado

Uma suposta compra de votos que teria sido feita pela coligação PDT/PSDB, que elegeu Cláudio Vitória e Edson Ramalho, teve seu prosseguimento negado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral).
A denúncia feita pela Coligação Juntos Para Mudar (PT/PTB) teve várias etapas, culminando com o julgamento do acórdão pelo pleno do TRE no último dia 29 de agosto e publicado hoje. 
Pela denúncia, havia fortes indícios da prática do crime eleitoral pelo Chefe do Executivo Municipal, de ter sido dado, oferecido e prometido dádivas e outros benefícios por parte do candidato, ora prefeito, consistindo, mormente, em dar cestas básicas aos eleitores de baixa renda, supostamente desviadas para fins eleitoreiros, de programa de assistência social do município. 
Os desembargadores decidiram por unanimidade arquivar o inquérito policial, determinando o retorno dos autos à promotoria de Pelotas.
O acórdão na íntegra ainda não foi divulgado pelo TRE.
O extrato da decisão pode ser acessada no Diário Oficial da Justiça Eleitoral do estado, na página 4 e acessando o link (Diario da Justiça Eleitoral RS) https://drive.google.com/file/d/0B1CLpXjU8QbxOGVGck1jdTFSZDg/edit?usp=sharing.

Comentários