Schmitt e mais sete no PMDB

Schmitt: agora é PMDB
Foto: divulgação/JE
Em reunião realizada no último sábado, os membros presentes do diretório municipal do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) decidiram por unanimidade aceitar a filiação do ex-prefeito de Capão do Leão, Vilmar Motta Schmitt.
Segundo informação repassada por um membro do diretório que estava presente na reunião, além de Schmitt, mais sete pessoas de extrema confiança do ex-prefeito irão se filiar no partido nos próximos dias. 
O partido fará um evento especial para a filiação de Schmitt e dos outros sete políticos que irão fazer parte da legenda.
Schmitt deverá concorrer a prefeito em 2016, desbancando nomes antigos do partido como Clóvis Vitoria, Paulo Avila e Valdecir Lima. O nome mais provável para ser seu vice é o de Paulo Ávila.
Cerca de 14 pessoas estavam presentes na reunião.

Situação do ex-prefeito
O ex-prefeito de 71 anos de idade governou Capão do Leão por duas oportunidades, em dois mandatos seguidos, de 2001 a 2008, quando elegeu seu vice, João Quevedo.
Em 2012 foi candidato, mas teve que renunciar no meio da campanha por problemas com a Justiça Eleitoral. Schmitt fora enquadrado pela Lei da Ficha Limpa. Em 2016 corre o risco de mais uma vez não poder concorrer, já que responde a mais um processo, por improbidade administrativa. Em primeiro grau, decisão desfavorável. Caberá ao TJ decidir e, se mantiver a decisão, Schmitt se tornará inelegível, já que perde os direitos políticos por seis anos.


PS: Este editor não estava presente na reunião e dará sua opinião sobre o assunto em uma postagem própria.
Para isso leia em: Porque não apoio Schmitt

Comentários