Sine completará 40 anos

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) completará 40 anos, na quinta-feira, 8 de outubro. O Ministério do Trabalho e Emprego comemorará a data na manhã desta quinta-feira, 1º de outubro, em Brasília. Na oportunidade, a executora do Sine no Rio Grande do Sul, Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), apresentará a trajetória do sistema no Estado.
Para o coordenador do Sine no RS e diretor-presidente da FGTAS, Juarez Santinon, “poder fazer parte da história do Sine é uma alegria muito grande, principalmente, por saber da importância do sistema para tantas pessoas que precisam desse trabalho em um momento de retração da economia e de redução dos postos de trabalho”.
A coordenadora do Departamento de Relações com o Mercado de Trabalho da FGTAS, Ana Rosa Fischer, apresentará a trajetória do Sine no Rio Grande do Sul, em Brasília. O Estado, juntamente com Santa Catarina, foi o pioneiro na implantação do sistema. A história do Sine também será apresentada por outros três estados no evento de comemoração.
Na oportunidade, Ana Rosa, juntamente com o chefe da seção de Inserção no Mercado de Trabalho da FGTAS, Ademilson Arruda, participa do II Encontro de Agentes do Sistema Público de Trabalho, Emprego e Renda, que terá como tema a intermediação de mão de obra e a padronização técnica e de infraestrutura do Sine.
Ela ressalta que, hoje, o Sine vivencia um avanço de qualidade e profissionalização. “Agora, o desafio é contribuir para o investimento no trabalho e a geração de renda, através de atividades como empreendedorismo e trabalho autônomo que podem ser implementados ou melhor executados nas Agências FGTAS/SINE”, completa.

História do Sine
O Sine foi criado em 8 de outubro de 1975, pelo Decreto 76.403. O 1º convênio com o Ministério do Trabalho e Emprego foi firmado em 12 de novembro de 1975. O sistema foi implantado simultaneamente em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Neste Estado, a primeira agência começou a atender à população, em 9 de agosto de 1976, em Porto Alegre. A unidade prestava os serviços de intermediação de mão de obra, informações sobre emprego e projeto geração de renda. O benefício do seguro-desemprego começou a ser encaminhado nas Agências FGTAS/SINE em 1986.
Atualmente, são 151 Agências FGTAS/SINE em todo o Estado, sendo 130 interligadas ao Sistema Mais Emprego e 21 unidades Balcão Cidadão. As unidades são administradas pela FGTAS, instituição executora das políticas públicas de trabalho, emprego e desenvolvimento social do Estado. São prestados cerca de 2 milhões de atendimentos anuais, relativos aos serviços de intermediação de mão de obra, encaminhamento de seguro-desemprego e de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), além de ações de qualificação profissional.

Texto: Jaíne Martins, assessoria FGTAS

Comentários