Lixo e entulhos causam revolta de moradores nas redes sociais

Uma meia limpeza realizada há alguns dias numa valeta da Rua Lourival Xavier, centro de Capão do Leão, tem dado o que falar. Foi retirado da vala, quase na esquina com a Rua Edmundo Peres, muito lixo, como garrafas pets, vidros e pneus. E é exatamente esse último tem dado o que falar. 
Os moradores não pouparam a administração municipal.  "Olha a colaboração da prefeitura do Capão do Leão para não deixar os mosquitos entrarem em extinção", satiriza um usuário do Facebook. post do morador teve vários comentários, alguns tentando achar os culpados para tamanho desleixo. Hoje à tarde esse editor passou pelo local e os entulhos continuavam ali, apesar das reclamações.
Mas afinal, quem é o culpado pelo lixo na rua? Poder público ou cidadão? 
Ambos são culpados. O cidadão que não sabe respeitar o meio-ambiente em que vive. Quem não conhece aquele ditado que diz que "desde 1961 o homem descobriu o caminho da Lua; mas até hoje ainda não descobriu o caminho do cesto do lixo". 
Porém, o cidadão não é o único culpado. O poder público também, porque não fiscaliza e não pune o infrator. E nesse caso, para evitar qualquer tipo de contestação ou críticas, faltou um pouco de criatividade do ente público. Se já limpou a valeta, porque não retirou os entulhos?
No entanto, essa discussão vai muito longe e muito além desse local. Todos os dias vemos reclamações de moradores de algum ponto da cidade reclamando da sujeira, de objetos largados, podas e etc. Enquanto o município não começar a multar que joga lixo na rua e principalmente fiscalizar, vamos conviver por uns quantos anos ainda reclamando de algum lixo espalhado pela nossa cidade.  


Comentários