Comissão da Federalização da Eliseu Maciel solicita Ciclovia e Iluminação

Uma comissão de Capão do Leão formada por representantes da prefeitura municipal, câmara dos vereadores, Ufpel, Asufpel e Embrapa, estiveram em Brasília de 22 a 24 de fevereiro com objetivo de acelerar o início das obras de revitalização da avenida Eliseu Maciel, solicitar a inclusão de uma ciclovia e da iluminação pública no trecho de 6,5km, da BR 392 até o acesso ao campus da Ufpel. O processo licitatório já houve, mas a obra não começou devido corte de verbas do Dnit e por questões ambientais.
A comissão leonense formada por Alex Quevedo representante da prefeitura de Capão do Leão, pelo vereador Marco Aurélio (Câmara de Vereadores), além do Profº Gilson Porciuncula (UFPel), Mauro Nolasco (Embrapa) e Tonilar Afonso (Asufpel), visitaram o Departamento de Infraestrutura Rodoviária em Brasília. O agendamento para tratar destas questões em Brasília foi solicitado em novembro de 2015, mas, agendada semente para este ano.      
Segundo a Comissão da Federalização á construção da ciclovia e a iluminação da Eliseu Maciel fazem parte da segunda etapa da obra e o atraso se deu por conseqüência do corte de recursos do DNIT e por questões ambientais. Ainda segundo a Comissão foi entregue ao DNIT, em Brasília, ofício e parecer técnico solicitando o pleno andamento das obras e a justificativa sobre sua importância para região baseado em parecer técnico.
Também foi tratado com o Coordenador Geral de Obras Ferroviárias, Marcelo Almeida Pinheiro Chagas, a possibilidade de melhorias na passagem em nível entre a rodovia e a ferrovia. Proposta que teve boa aceitação pelo DNIT, porque há perspectivas do governo federal de acabar com passagem em nível do sistema ferroviário brasileiro através do projeto SuperVia.
   

Parecer Técnico
“Sistemas cicloviários vêm assumindo importância crescente nas soluções por mobilidade urbana das cidades atuais de modo complementar aos demais modos de transporte. Participando de maneira suave no cotidiano das pessoas as viagens por bicicletas são uma alternativa adequada aos deslocamentos para o trabalho e para a educação, melhorando a qualidade de vida urbana e a sustentabilidade. Para o caso das cidades brasileiras, o uso das bicicletas tem significativa participação no número total de viagens realizadas no espaço urbano, sendo os demais países latino-americanos destacados por estimular o usa das bicicletas nas cidades.
Pelotas e Capão do Leão são importantes municípios da região sul do Estado do Rio Grande do Sul, com uma população estimada em mais de 360 mil habitantes, com intensas interações econômicas e sociais e um grande número de descolamentos diários ocorrendo entre as duas cidades. Sendo assim, a busca por maior integração e a diversificação dos modos de transporte pode ser considerada como uma prioridade para o desenvolvimento urbano regional, facilitando a produção e a distribuição de mercadorias e possibilitando ganhos nas atividades de produção de conhecimento, no qual a UFPel desempenha papel fundamental de integração regional.
A posição do Campus do Capão do Leão da UFPel é estratégica entre as duas cidades, presente como apoio de atração vinculado á conexão viária principal, intermediando as áreas urbanas, com distâncias adequadas para viagens a serem realizadas por bicicletas. Frente ao movimento pendular entre ambas as cidades e a capacidade da UFPel de gerar viagens, configura-se um cenário próprio para a implementação de um sistema cicloviário que integre as duas áreas urbanas e o Campus da Universidade, favorecido pela topografia plana, pelo clima adequado e pela cultura local”.


Texto e foto: Gerson Baldassari, Assessoria Imprensa Prefeitura

Comentários