Assembleia rejeita a proposta do Executivo e operação padrão é deflagrada

Em assembleia realizada na última quinta-feira, 26, o Sindicato dos Municipários de Capão do Leão (SMCL) rejeitaram a proposta enviada pelo prefeito Mauro Nolasco, de reajuste zero e R$ 40,00 no vale alimentação.
Os municipários querem pelo menos 3,61% de reajuste e R$ 70,00 no vale. A proposta inicial era 7% e R$ 100,00.
Com a negativa do Executivo de levar as propostas adiante, o sindicalismo municipal decidiu a partir dessa segunda, 30, iniciar uma operação padrão, chamada por eles de "Operação Tartaruga". A partir de hoje setores funcionarão com uma hora a menos. Segundo o presidente do Sindicato, Marcos Rodrigues, haverá cartazes informativos nas repartições avisando das medidas.

Retaliação: o governo dos trabalhadores não deixou barato essa decisão do Sindicato. Em um memorando enviado aos setores, apesar de frisar que respeita e reconhece os direitos do servidores, a administração petista disse que irá cortar o ponto dos servidores faltosos, ou apontar o horário efetivamente feito. Disse ainda que a remuneração poderá ser diminuída de 30 a 100% do dia eventualmente não trabalhado.
Ainda, diz que professores deverão compensar as suas aulas exclusivamente em dias úteis, e que o horário do transporte escolar continuará o mesmo.
É o governo dos trabalhadores fazendo aquilo que mais sabe fazer: perseguir trabalhadores!
https://www.facebook.com/Advogado-Dr-Jesus-Madeira-233861673311368/

Comentários