Diretor de cultura é exonerado

Os bastidores da política leonense estava à flor da pele na tarde dessa terça-feira. Tudo porque o diretor de Cultura, Everson Maré foi exonerado do cargo.
A exoneração não teve base técnica ou financeira, mas estritamente política. Informações colhidas pelo DL, dão conta que vereadores da base, Glei e Marco Aurélio, teriam pedido a cabeça de Maré. O que de pronto foi atendido pelo prefeito (esse tem uma dívida eterna com os dois edis).
Maré não digeriu bem a exoneração e consternou seu desaponto: "infelizmente a política leonense não contempla quem trabalha e faz o seu trabalho correto", disse ao DL. Ainda, questionou que o PT não cumpriu o acordo feito com o PRB, que era o de criar uma Secretaria de Cultura, que seria entregue ao partido.
O novo titular da pasta ainda não foi nomeado, mas tudo leva a crer que será um indicado pelos vereadores que exigiram a saída de Maré. É o preço que a atual administração está pagando pela paz na base aliada. Quem lembra do processo de cassação contra Mauro? O preço está sendo cobrado agora!

Quem é Everson Maré?
Músico de carreira, integrou o grupo Os Serranos durante 10 anos. Vencedor de diversos festivais de música no estado do RS. Por três vezes indicado ao prêmio Vitor Mateus Teixeira, prêmio máximo da música do RS. Foi homenageado em Sessão Solene da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, ganhando o diploma de honra ao mérito por relevantes serviços prestados a cultura no estado de SC.
_____________________________________________

Comentários